ARTE E ARTESANATO EM RESINA
Criações do artista plástico Alberto Farah

ARTE ARTESANATO LIVROS BRINDES
QUEM SOMOS CONTATO SEU PEDIDO

BUSCA


ARTE
Esculturas em fibra de vidro


Escultura: Estrela do Mar
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Estrela do Mar
45 x 45 cm - Código 616

Preço unitário: R$ 180,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, aberta por trás, para pendurar na parede.


Escultura: Beija-flor
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Beija-flor
Medida do pássaro: 20 x 15 x 10 cm - Código 620

Preço unitário: R$ 220,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, retratando o beija-flor. Fornecido com um cordão de nylon para pendurar suspenso.

Diz a lenda: "Um jovem caçador da tribo indígena dos Guaranis, na Mata Atlântica, costumava descer por uma trilha beirando um riacho e parava muitas vezes para admirar a beleza da jovem filha do feiticeiro da tribo Tupi, que se banhava e brincava com os animais que vinham saciar a sede. Um dia, não resistindo aos encantos da moça, ele colheu algumas flores, encheu-as de mel e foi oferecê-las, convidando a jovem a vir morar com ele. Ela aceitou, mas deveria antes ter a permissão do pai. O pai da jovem, quando soube da decisão, preparou uma poção mágica, na casca de côco, que deveria transformar o caçador em um bicho repelente, a fim de afastá-lo da filha. À noite, no meio de muitas iguarias com peixes e frutas, a jovem, já saciada com o mel das flores, foi logo pegar a bebida enfeitiçada que estava destinada ao caçador. Ninguém percebeu. No raiar do dia, quem passasse perto dos sambaquis podia ver deitado, imóvel, o velho feiticeiro que acabara de se envenenar após perceber que a filha tinha se transformado em pássaro; um caçador chorando de desespero, encostado nas pedras e um beija-flor voando de flor em flor, sugando o néctar, sem preocupações. Dizem que o jovem enamorado chorou tanto que suas lágrimas transformaram-se em rio, sendo suas lamúrias ouvidas tempos depois vindas das pedras, próximas aos sambaquis, como se fosse um canto. Os tupis-guaranis chamaram o local do rio de “Itanhaém”, que significa “pedra que canta”."


Escultura: Vitória-régia
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Vitória-régia
50 x 50 cm - Código 617

Preço unitário: R$ 400,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, retratando a vitória-régia.

Diz a lenda: "Naia, uma bela e jovem índia, quando se reunia com as amigas, só falava em tocar a Lua para virar estrela ou casar com um belo guerreiro; foi o que o pajé da tribo disse. Elas subiram nas altas árvores, nas montanhas rochosas, ten-tando em vão tocar na Lua, mas sempre voltavam desapontadas. Numa noite de Lua cheia, andando às margens do rio, Naia viu o astro imenso, resplandecente, refletindo sua imagem nas águas escuras. Na sua inocência, pensando que a Lua tinha vindo se banhar, a jovem se jogou nas águas barrentas desaparecendo imediatamente. A Lua, sentindo pena desta vida perdida, transformou a índia numa flor gigante com inebriante perfume e pétalas brancas, levemente rosadas, a Vitória- Régia. A flor que pode até sustentar o peso de um coelho flutua graciosamente no Rio Amazonas."


Escultura: Coruja
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Coruja
70 x 30 x 10 cm - Código 611

Preço unitário: R$ 500,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, aberta por trás, para pendurar na parede (meio-relevo), retratando a Lenda da Coruja, da Arara e do Tucano. Não inclui o galho de árvore.

Diz a lenda: "Quando se formou a floresta Amazônica, vários pássaros reuniram-se para decidir quem seria o chefe do grupo a fim de determinar os locais de moradia. Houve muita desordem até que uma velha coruja resolveu o impasse, deter-minando que o tucano, mais apto a escalar, usaria os galhos mais grossos perto do tronco das árvores. A arara, com sua agilidade em usar o bico, ficaria com os galhos mais altos e finos. A coruja, por sua vez, ficaria com os pontos mais altos da floresta, de onde poderia ficar de guarda durante a noite. Até hoje a coruja é tida como sábia, esperta e cuidadosa. A arara prima pela beleza, agilidade e elegância, enquanto o tucano simboliza a força e a coragem. Os povos indígenas se enfeitam com desenhos e objetos caracterizando esses pássaros, no intuito de se verem beneficia-dos com essas qualidades."


Escultura: João-de-barro (casal)
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: João-de-barro (casal)
Medida do pássaro: 20 x 12 x 12 cm - Código 610

Preço unitário: R$ 700,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, retratando a Lenda do João-de-barro. Fornecido o casal com o ninho.

Diz a lenda: "Jaebé é um jovem índio apaixonado pela filha do cacique. Para pedi-la em casamento ele deveria provar a força do seu amor permanecendo cinco dias em jejum. Para tanto, ele foi envolvido numa pele de anta e vigiado em permanência durante todo este tempo. Passados cinco dias o cacique ordenou que o mantivessem preso por mais alguns dias. A filha, apaixonada, implorava que o libertassem. Passados mais alguns dias, abriram a pele e dela saiu Jaebé, alegre e cantando, transformado em pássaro. Neste momento, os raios da Lua tocaram a jovem amada transformando-a também em pássaro, voando os dois para a floresta, unidos para sempre. Constata-se a prova deste grande amor no cuidado com que o João de Barro constrói sua casa, cuida da companheira e protege os filhotes; um amor maior do que a morte."


Totem da Natureza
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Totem da Natureza
96 x 30 cm - Código 621

Preço unitário: R$ 750,00

Descrição: Baixo-relevo em resina de poliéster marrom e fibra de vidro, para pendurar.


Escultura: Cavalo Marinho
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Cavalo Marinho
100 x 60 x 10 cm - Código 613

Preço unitário: R$ 800,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, aberta por trás, para pendurar na parede.


Escultura: Tartaruga
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Tartaruga
90 x 90 x 20 cm - Código 618

Preço unitário: R$ 1.400,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, aberta por baixo, retratando a tartaruga.

Diz a lenda: "O filho do cacique de uma aldeia indígena estava pescando na beira de um rio quando foi mordido por uma cobra coral. Acometido por tonturas, desmaiou sobre um rochedo. O que parecia um rochedo era o casco de uma tartaruga gigante. Ao perceber que estava carregando o corpo do filho do cacique, resolveu levá-lo à aldeia. O cacique com vários guerreiros, preocu-pados com o sumiço do menino, fizeram buscas até descobrirem na beira da água as flechas e o arco do garoto junto com as impressões da cobra. Tendo certeza que o menino se afogara, voltaram à aldeia. No caminho de volta viram dezenas de tartarugas formando um circulo de proteção e no meio, a tartaruga gigante triturando folhas sobre o ferimento do pé do garoto. Feliz, o cacique ordenou que a partir deste momento todas as tartarugas seriam poupadas, vivendo por longos anos sob a proteção dos habitantes. Muitos se adornaram com miniaturas de tartaruga como símbolo de perseverança, tranqüilidade e longevidade."


Escultura: Gnomo
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Gnomo
85 x 45 x 32 cm - Código 619

Preço unitário: R$ 1.400,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, tridimensional.


Desejo
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Desejo
58 x 42 cm - Código 550

Preço unitário: R$ 1.500,00

Descrição: Resina de poliéster e fibra de vidro, com pintura metálica.


Escultura: Boto cor-de-rosa
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Boto cor-de-rosa
200 x 90 x 30 cm - Código 615

Preço unitário: R$ 2.500,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, aberta por trás, para pendurar na parede, retratando o boto cor-de-rosa da Amazônia.

Diz a lenda: "Tudo começou quando uma mãe índia deu a luz a gêmeos. Ela desmaiou na beira do rio e os bebês foram levados pela correnteza, transformados em botos, um azul e outro rosa. O de cor rosa tem a sorte de virar humano, ao anoitecer, durante uma festa, enquanto o de cor azul permanece no rio tentando sempre derrubar as canoas que transportam mulheres grávidas. Nas festas juninas, o de cor rosa, transformado em gente, bem vestido, com chapéu cobrindo parte da cabeça, conquista as garotas bonitas, as leva perto do rio, as engravida e mergulha, abandonando-as. Diz a lenda que usar a imagem do boto azulado ou o de cor rosa ajuda a manter um namoro duradouro."


Escultura: Pirarucú (peixe da Amazônia)
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Pirarucú (peixe da Amazônia)
200 x 80 x 20 cm - Código 612

Preço unitário: R$ 3.000,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, aberta por trás, para pendurar na parede, com pintura metálica, retratando o Pirarucú, peixe da Amazônia.

"Diz a lenda, que um índio temerário e perverso estava pescando com amigos quando de repente abateu-se sobre eles uma tempestade com chuva, ventos e trovões. Todos se esconderam rapidamente embaixo de árvores enquanto Pirarucú gozava das forças da natureza, desafiando e xingando. Um raio o atingiu, jogando-o no rio de onde não conseguiu voltar. Até hoje, transformado em peixe, Pirarucú esconde-se nas profundezas das águas escuras. Para se redimir da mãe Natureza, após ser pescado, ele oferece uma carne saborosíssima. O amuleto contendo sua escama ou até sua imagem promete vigor e excelente saúde a quem o carregar."


Escultura: Onça Pintada
Clique para Ampliar

Foto dimensionada para visualização.
Pode estar maior ou menor que o tamanho real.

Escultura: Onça Pintada
120 x 65 x 50 cm - Código 614

Preço unitário: R$ 4.500,00

Descrição: Escultura em resina e fibra de vidro, tridimensional, aberta por baixo, retratando a onça pintada.

Diz a lenda: "Após a invasão de uma aldeia indígena por uma tribo inimiga, os guerreiros conquistadores levaram as moças, para delas se aproveitarem. Uma bela virgem escapou, escondendo-se numa caverna. Cansada, passando dias sem comer, só tomando água de orvalho, mal conseguia dormir, abrindo os olhos ao menor ruído. Numa noite de luar ela consegue enxergar o brilho dos olhos de uma onça que a observava, deitada na entrada da caverna. A fera se levantou e foi na sua direção, pousando a cabeça nos seus seios. De repente, a onça se transformou num belo jovem guerreiro com os cabelos pretos seguros por um diadema com a cabeça de uma onça pintada. Os dois se abraçam, se beijam e se amam. O jovem mostra, num canto da caverna, várias frutas amontoadas, para delas se deleitar. Quando o dia começa a raiar, o jovem se retira rapidamente e a moça corre atrás dele mas só vê ao longe uma onça pintada. Por várias noites a onça apareceu e transformou-se no jovem guerreiro. Quando mudou a lua, a jovem ficou sozinha, voltando para a aldeia, usando o diadema com a onça pintada. Todos na aldeia a trataram como rainha, com muito respeito, mesmo nas noites de luar quando viam uma onça entrar na sua oca, retirando-se ao raiar do dia. Todas as moças de várias aldeias acabaram por usar a figura da onça, tentando obter uma grande paixão."


 

Topo da página

Site realizado pela
POLIARTES

Poliartes Arte e Artesanato Ltda ME - Rua André Ricardo Munhoz, 145 - Praia do Sonho - Itanhaém - SP
Tels. (13) 3424-1565  /  98121-5713 (tim)
  /  98123-4446 (vivo/whatsapp)
E-mail:
poliartes@poliartes.com.br

ARTE ARTESANATO LIVROS BRINDES
QUEM SOMOS CONTATO SEU PEDIDO